06 julho 2006

Contrastes

De um lado a imagem que se quer para o futuro. Do outro os restos de um passado que não pode ser esquecido. Dois lados de uma mesma moeda que não vivem um sem o outro? Ou apenas uma mancha de sujidade que teima em não querer sair?

4 comentários:

  1. Truta do Coura07 julho, 2006 11:11

    O dono do prédio à esquerda deve estar à espera que ele caia para construir um novo. Só pode. E a Câmara deixa andar porque fica muito bem aquela ruína ali, condiz com a ruína no outro extremo da rua, o prédio do Café Central.

    ResponderEliminar
  2. BREVEMENTE... IDES ENGOLIR UM OU MAIS SAPOS...

    ResponderEliminar
  3. Bastos tens que começar a fazer como os do outro blog, para ver se aumentas o share!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  4. è realmente incrivel que o poder instituido não tenha ainda conseguido resolver a questão do prédio do Franklin.

    ResponderEliminar

Agora que leu, pode deixar aqui o seu comentário. Já agora, com moderação e boa educação! O Mais pelo Minho reserva-se o direito de não publicar comentários insultuosos. Quaisquer comentários inadequados deverão ser reportados para o email do blogue. Muito obrigado!